UM CAMINHO DE SUPERAÇÃO

Conheça sobre a disciplina do Coaching

O Coaching tem a sua origem no campo dos esportes com a figura do Coach – Treinador, quem trabalha com equipes ou indivíduos para alcançar uma performance extraordinária. O Coaching organizacional e pessoal como disciplina genérica que se extende além do campo dos esportes, surge dessa experiencia.

O objetivo do Coaching é ajudar indivíduos, equipes ou organizações para superar significativamente seus níveis presentes de performance e concentrar suas conversas e ações para novos limiares de posibilidades.

Como se faz? O Coach trabalha com o indivíduo ou equipe fundamentalmente no domínio da linguagem, com habilidades conversacionais e de escuta, em sessões limitadas em um período de tempo previamente acordado pelas partes.

O Coach irá trabalhar com o cliente (Coachee) também abordando em maior uo menor medida aspectos emocionais e corporais para que sejam aliados alinhados aos objetivos do cliente em vez de auto-limitações.

fb (1)b

Duas Modalidades de Trabalho

Processo de coaching

Se trabalha sobre o desafio/objetivo/projeto particular proposto pelo indivíduo/Organização, acompanhando o Coach o processo com a disciplina específica do Coaching, a partir de habiliades metodológicas nas fases de indagação intervenção e innovação.

Capacitações

Capacitação (Teórica e vivencial) em habilidades organizacionais relacionais e comunicacionais para equipes de trabalho.

Os indivíduos e organizações trabalham sob certos paradigmas que limitam suas ações ao que estes paradigmas definem como possível.

É no domínio das interpretações das pessoas onde está o poder da organização. Pois o que para alguém pode ser possível, para outro pode não ser, ou o que alguém vê como um problema, outro vê isso como uma possibilidade. Depende do tipo de observador que seja.

Começamos por entender que as pessoas não temos a capacidade de ver as coisas como são, mas sim de interpretar como as vemos. Em como vemos, e portanto, como interpretamos o que acontece, é onde reside em grande medida o limiar do possível.

O Coach assiste na brecha entre o que é declarado querer, e o que é efetivamente alcançado. Porque não fazemos o que queremos, senão o que podemos. Portanto é necessário para poder mais, aumentar o olhar pessoal e organizacional.

O proceso de Coaching não é aconselhamento, onde o Coach aconselha o cliente quanto as decisões e ações a serem tomadas, mas é um processo onde assite o cliente para que ele “perceba” o que o limita, para então superar as barreiras que habitam fundamentalmente em sua maneira de “olhar o problema” e que impedem de alcançar seus objetivos e encontrar suas propias respostas.

O DOMÍNIO DA COMUNICAÇÃO

Uma das maiores fontes de poder organizacional reside na rede de relacionamentos, tecidos na equipe de trabalho, postulamos que ninguém vai além do que seus relacionamentos permitem. Por isso para alcançar resultados diferentes é necesario tecer relações diferentes entre os membros e partes da organização.

Como nossos julgamentos afetam os relacionamentos pessoais?
Um julgamento é o mesmo que uma afirmação?
Nós projetamos o modelo de comunicação que usamos (ou nos usa) ou foi simplesmente herdado?

Como podemos alterá-lo para um mais produtivo?
Que aspectos éticos podemos implementar para alcançar relacionamentos mais produtivos?

Quando essas distinções são aplicadas, produzem um impacto sem precedentes na organização, uma equipe sem coordenação subtrai, enquanto a coordenação efetiva, baseada em um modelo de comunicação produtiva multiplica no resultado.

O Coaching em poucas palavras, foi projetado para ser um caminho de superação.

fb (4)